FORMAÇÃO

Consciente que numa organização as pessoas são o ativo mais importante, a Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima tem como objetivo manter o esforço investido na formação profissional uma vez que entende que quanto mais valorizado é o capital intelectual mais se virá a contribuir para o desenvolvimento de competências e, consequentemente, se estimulará a criatividade e a inovação. A melhoria da comunicação entre todos os intervenientes da organização na partilha das ideias, dos conhecimentos e dos sentimentos, torna a Instituição mais coesa e mais forte.

 

No ano de 2017, os colaboradores da Instituição participaram em várias ações de formação, promovidas por entidades externas certificadas e/ou ministradas por formadores internos, que se enquadram nas suas diferentes áreas de atuação:

- Infância (Primeiros Socorros Pediátricos; Construção e Avaliação do Plano Individual Infantil; Gestão de Projectos e Atividades Pedagógicas; Autismo; Comunicação, Linguagem e Fala, entre outras).

- Infância e Juventude (Disciplina e Gestão de Comportamentos; Puberdade e Adolescência: Aspetos do Desenvolvimento; Adolescência: Desafios da Atualidade; Crianças e Adolescentes em Instituições: Intimidade e Vínculos Afetivos com Adultos e entre Pares, entre outras).

- Sénior (Prevenção de quedas, Técnicas de Levante e Transferência, Processo de Luto e Alzheimer, entre outras).

- Saúde (Primeiros Socorros, Cuidados Paliativos, Controlo de Infeção, Procedimentos Cirúrgicos, Prática Baseada na Evidência e Processo de Luto, entre outras).

- Ação Social (Organização e Gestão SAAS; Técnicas de Atendimento; ASIP-O Essencial da Ação Social, entre outras).

- Institucional (Gestão Estratégica da Instituição, Comunicação Interpessoal e Assertividade; Estratégias de Comunicação Eficazes; Gestão de Conflitos; Dados Pessoais Sensíveis, entre outras).

Mediante o estabelecimento de protocolos, a Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima também tem contribuído de forma direta para a formação em contexto de trabalho de muitos alunos, provenientes de diferentes entidades formadoras, possibilitando a realização de estágios curriculares, com maior incidência nas respostas sociais sénior, da saúde e da infância.

Finalmente, no dia 21 de outubro, a Instituição organizou uma Tertúlia sobre a doença de Alzheimer, no Auditório do Centro Comunitário de Arcozelo, direcionada para os familiares e cuidadores dos idosos que integram as respostas sociais sénior e aberta a toda a comunidade.

 

formacao

“A formação serve para valorizar a imagem do funcionário e da Instituição nas mais variadas competências, nomeadamente, as psicossociais, que permitem desenvolver as atitudes comunicacionais e comportamentais, as competências cognitivas que se situam ao nível do desenvolvimento intelectual, e as competências psicomotoras, para o desenvolvimento das capacidades manuais, situadas ao nível do saber fazer. Ao investir na formação passamos a ter funcionários muito bem preparados para enfrentar quaisquer desafios que possam surgir durante a atividade profissional. Em suma, achamos que a formação foi uma mais-valia na medida em que é a formação em contexto de trabalho que permite uma maior aproximação entre os trabalhadores e a sua realidade profissional.” (Formadora e grupo de formandas da ação de Higiene da Pessoa Idosa em Lares e Centros de Dia)