RLIS (Rede Local de Intervenção Social)

“A Rede Local de Intervenção Social (RLIS) é responsável pelo Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS) e tem como principal objetivo informar, apoiar e prevenir situações de vulnerabilidade, pobreza e exclusão social, bem como intervir em casos de emergência social.” (Boletim Informativo n. 30)

A RLIS surgiu no âmbito da candidatura ao Portugal 2020, no qual foi criado um protocolo entre a Segurança Social e a Santa Casa da Misericórdia de Ponte Lima, com o objetivo de descentralizar os serviços da ação social.

Atendendo ao número da população, foi estabelecido um protocolo entre a Segurança Social e a Comissão Nacional de Proteção das Crianças e Jovens em Risco, que prevê a afetação de um técnico que irá integrar a CPCJ de Ponte de Lima nas modalidades restrita e alargada, acompanhando crianças e jovens em situação de perigo e contribuindo para o trabalho de prevenção nesse âmbito.

A RLIS é constituída por uma equipa multidisciplinar, que tem uma coordenadora da área da Psicologia e quatro técnicas (duas assistentes sociais, uma educadora social e uma psicóloga) que pretendem dar as respostas mais adequadas às necessidades da pessoa/família.

 

Identificacao_RLIS Horario_RLIS 20160613_092426 20160613_092433 20160613_092545 20160613_092628

 

Contactos:

  • Telefone 258942199
  • E-mail geral-rlis@scmplima.pt
  • Morada: Rua General Norton de Matos nº. 496, 4990-118 Ponte de Lima

 

Protocolo com a Segurança Social: Atendimentos e Acompanhamentos

Horário de Funcionamento:

Segunda a Quinta-feira das 09H00 às 13H00 e das 14H00 às 18H00

Sexta-feira das 9H00 às 13H00 e das 14H00 às 17H00

Dias de Feira: 9H00 às 18H00 (Horário Continuo)

 

Objetivos do SAAS:

  • Informar, aconselhar e encaminhar para respostas, serviços ou prestações sociais adequadas a cada situação;
  • Apoiar em situações de vulnerabilidade social;
  • Prevenir situações de pobreza e de exclusão social;
  • Contribuir para a aquisição e/ou fortalecimento das competências das pessoas e família, promovendo a sua autonomia e fortalecendo as redes de suporte familiar e social;
  • Assegurar o acompanhamento social do percurso de inserção social;
  • Mobilizar os recursos da comunidade adequados à progressiva autonomia pessoal, social e profissional.

 Atividades do SAAS:

 Atendimento, informação e orientação de cada pessoa e família, tendo em conta os seus direitos, deveres e responsabilidades, bem como dos serviços adequados à situação e respetivo encaminhamento, caso se justifique;

  1. Acompanhamento, de modo a assegurar apoio técnico, tendo em vista a prevenção e resolução de problemas sociais de cada pessoa e família;
  2. Informação detalhada sobre a forma de acesso e recursos, equipamentos e serviços sociais que permitam às pessoas e família o exercício dos direitos de cidadania e de participação social;
  3. Atribuição de prestações de caráter eventual com a finalidade de colmatar situações de emergência social e de comprovada carência económica;
  4. Planeamento e organização da intervenção social;
  5. Contratualização no âmbito da intervenção social;
  6. Coordenação e avaliação da execução das ações contratualizadas.

Mediante marcação nas Juntas de Freguesia serão realizados atendimentos e acompanhamentos descentralizados em Cepões, Fontão, Freixo, Gandra, Refoios e Vitorino Piães.